É fundamental que todos os empregados saibam quais são acidentes de trabalho mais comuns e como evitá-los, afinal, trata-se da integridade física e mental do trabalhador. Portanto, a segurança do trabalho deve ser prioridade para o empregado em seu trabalho.

É por essa razão que campanhas de prevenção de acidentes são comuns nas empresas, mas ainda há acidentes que ocorrem com bastante frequência e, quem sofre com isso, são os trabalhadores. Se você quer saber quais são os mais comuns, como evitá-los e o que fazer caso a empresa não se preocupe com o assunto, continue lendo este artigo para se informar sobre seus direitos!

1. Quedas

As quedas podem ocorrer em diversos setores, como na linha de montagem de uma indústria ou até mesmo no departamento de arquivamentos.

Uma grande parcela das quedas ocorre em pisos nivelados, ou seja, não envolve escadarias ou rampas; em pisos molhados, pois produtos de limpeza deixam a superfícies escorregadias; e locais que precisam de calçados especiais, como lugares molhados e pisos lisos.

Para os funcionários que trabalham em altura, quanto mais alto for o local em que o trabalhador se encontra, maiores serão os riscos de queda e os danos sofridos em razão da força da gravidade. É essencial utilizar corretamente os equipamentos para evitar quedas, como escadas, cordas, conectores etc.

A melhor solução para evitar esse tipo de acidente é utilizando os Equipamentos de Proteção Individual – EPI que devem ser fornecidos pela empresa. Tais equipamentos incluem:

·        botas antiderrapantes;

·        capacetes para proteger a cabeça e reduzir os danos na queda;

·        trava quedas;

·        cinto de segurança;

·        luvas de segurança;

·        óculos de segurança.

2. Acidentes com ferramentas

Dependendo do trabalho executado, é necessário manejar ferramentas excessivamente perigosas, como serras, empilhadeiras, tornos, prensas hidráulicas e compressores de ar.

Negligenciar o uso pode causar danos excepcionalmente graves e irreversíveis, como a de perda de membros, incapacitação para o trabalho e até a morte. Algumas formas de minimizar os riscos de ocorrência desse tipo de acidente são:

·        aprendendo a utilizar as ferramentas com maestria, prestando tenção aos ensinamentos de funcionários mais experientes;

·        dedicar-se nos treinamentos fornecidos pela empresa, se houver;

·        testar os equipamentos antes de utilizá-los para verificar seu funcionamento e, após, alertar os supervisores caso sejam observadas falhas;

·        optar por não manejar essas ferramentas em momento de extremo cansaço;

·        utilizar os EPIS e uniformes destinados à utilização do maquinário.

3. Lesões por esforço repetitivo

Popularmente conhecida como LER, esse é um dano causado na saúde do empregado pelo esforço físico repetitivo, o que pode lesionar o músculo, tendão ou ligamento do corpo.

Ela causa formigamento, dormência, inchaço e pode até deixar o funcionário inválido. Ela pode ocorrer por postura incorreta na execução do trabalho, tracionamentos, levantamento excessivo de peso ou por atividades repetitivas, como:

·        carga e descarga de máquinas;

·        digitação intensa em computadores;

·        condução de veículo.

Para evitar que ocorram essas lesões, você pode:

·        descansar a cada determinado período, como a cada uma ou duas horas trabalhadas;

·        fazer exercícios de ginástica laboral;

·        fazer pausas de 5 minutos a cada 25 de trabalho;

·        alongamentos ao longo do expediente;

·        manter a postura adequada;

·        não carregar peso em excesso;

·        preferir teclados e mouses com apoiadores, se trabalhar com computadores.

4. Choques elétricos

As descargas elétricas são comuns nos trabalhos onde há contato com rede ou painéis elétricos. Elas podem causar queimaduras e paradas cardíacas intensas, o que pode levar à morte.

É de responsabilidade da empresa proibir que funcionários sem a capacitação adequada tenham contato com a rede elétrica, mas você também deve ter a consciência se tem o conhecimento necessário para manejar os equipamentos ou não. Outras medidas fundamentais para evitar esse acidente são:

·        utilização correta dos EPIs durante a jornada de trabalho, que incluem luvas isolantes de borracha, botas de segurança, mangas isolantes de borracha, protetor facial contra arco elétrico etc.;

·        checar o estado dos fios elétricos antes de manejá-los;

·        verificar se as instalações elétricas foram instaladas corretamente antes de trabalhar nelas.

Caso a empresa não ofereça os EPIs e medidas de segurança necessárias para preservar a sua saúde, você precisa assegurar seus direitos. Por isso, uma boa saída é procurar um escritório de advocacia especializado em direito trabalhista para proteger sua integridade física.

Um especialista nessa área sabe exatamente quais são as condições de trabalho para prevenir acidentes e doenças de trabalho, como também tomará as medidas para protegê-lo dessas ocorrências.

Os acidentes de trabalho mais comuns podem ser bastante prejudiciais e, por isso, você deve dar a devida importância à sua saúde e obter o auxílio de profissionais competentes para ajudá-lo da melhor maneira.

Se quer saber mais sobre os seus direitos no trabalho curta nossa página do Facebook e fique de olho em nossas publicações!

Powered by Rock Convert